Postagens

terça-feira, 22 de junho de 2010

Indicação de Livro: Questões sobre Doutrina

Bibliografia: Questões sobre Doutrina: O Clássico Mais Polêmico da História do Adventismo. ed. anotada. Traduzido por Josemir Albino do Nascimento. Editado por George R. Knight. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2008.

Sinopse: “Questões sobre Doutrina é o produto de uma série de reuniões e diálogos entre alguns porta-vozes adventistas e uns poucos líderes protestantes. O livro foi escrito para apresentar uma visão mais clara sobre os ensinos adventistas para o mundo evangélico. Na época, muitos evangélicos consideravam a Igreja Adventista apenas uma seita.

“O objetivo, em grande parte, foi alcançado. Walter Martin, um dos interlocutores, considerava um dos pontos altos de sua carreira o fato de ajudar o público evangélico a ver os adventistas com outros olhos. Além disso, a publicação do livro motivou a Igreja Adventista a refinar sua teologia em vários aspectos.

“Ironicamente, porém, o livro que deveria aproximar a Igreja Adventista e a comunidade evangélica acabou gerando muitos debates dentro da própria igreja. O historiador George Knight o classificou como ‘o livro mais divisivo’ na história do adventismo e um símbolo da tensão na teologia adventista.

“Embora o livro tenha tido grande aceitação dentro e fora da igreja, nunca havia sido publicado em forma de livro no Brasil. Agora, com o lançamento desta edição anotada, o público de fala portuguesa tem a oportunidade de conhecer esta obra-prima da apologia adventista de forma mais acessível” (Contracapa).

Comentário: Em língua portuguesa, talvez, esse seja o livro mais profundo lidando com a teologia adventista. Não gostaria de falar pormenorizadamente sobre os detalhes do livro, como ele surgiu e suas implicações porque creio que estas questões são melhor discutidas pelo editor do livro, George Knight. Gostaria apenas de destacar três partes do livro que, pra mim, foram as que mais me chamaram a atenção, pelo menos, no momento em que eu lia o livro.

A primeira é o capítulo 8, intitulado “Cristo e o Arcanjo Miguel”. Pra mim essa foi a melhor explicação sobre a identificação de Jesus com o Arcanjo Miguel. O capítulo, além de substanciosa base bíblica conta com os comentários de vários eruditos de outras confissões que concordam com esse ponto de vista.

A segunda é a seção “Perguntas sobre a Imortalidade”, que compreende os capítulos 40 a 44 e falam sobre o estado do homem na morte. A abordagem sobre o assunto é vigorosa e tem sólida base escriturística. O capítulo 44, “Campeões da Imortalidade Condicional”,  é um compêndio de vários eruditos, clérigos, e líderes religiosos, desde a reforma até o início do século XX, que corroboraram com a fé condicionalista.

Por fim, a terceira parte que mais chamou minha atenção foram as notas, escritas por George Knight, no Apêndice B, “A Natureza de Cristo durante a Encarnação”, que lida com a questão da natureza humana de Cristo. A extensa nota 2 é um vislumbre histórico da controvérsia sobre o assunto dentro do adventismo e como um entendimento melhor das influências arminianas sobre o pensamento de Ellen G. White elucidam o assunto.

Este compêndio deve fazer parte da biblioteca de todo adventista e de todo o estudioso da teologia adventista. Altamente recomendado!

domingo, 6 de junho de 2010

Indicação de Livro: Deus no Mundo Real

Bibliografia: Paulien, Jon. Deus no Mundo Real: Segredos para Viver o Cristianismo na Sociedade Moderna. Traduzido por Eunice Scheffel do Prado. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2008.

Sinopse: “Num mundo onde o computador e a internet mudaram fundamentalmente a maneira como as pessoas pensam e vivem, numa época em que os fundamentos da vida cotidiana parecem desmoronar com incrível velocidade, a mensagem do evangelho ainda é relevante? Qual é o alicerce da fé cristã?

“Jon Paulien, professor e pesquisador, aborda o tema da salvação em nível pessoal. Deus no Mundo Real esclarece os elementos básicos da mensagem do evangelho e demonstra como essa mensagem pode ser expressa de modo a fazer sentido no ambiente secular.

“O que significa relacionar-se com alguém que você não vê, não ouve ou não toca? O que significa orar num mundo computadorizado? Que diferença faz o fato de você conhecer a Deus?

“Essas são algumas das questões tratadas neste livro escrito para pessoas reais que procuram ter uma fé real, num mundo real demais. Afinal, antes que nossa mensagem produza impacto significativo sobre a sociedade secular, precisamos primeiro ter uma experiência genuína com Deus” (Fonte: Contracapa).

Comentário: Li este livro para uma das disciplinas do seminário. Fazia algum tempo que minha esposa e eu queríamos adquiri-lo e lê-lo, mas a oportunidade só surgiu recentemente.

Na verdade, este livro é a continuação de outro livro do Dr. Paulien, Present Truth in the Real World, infelizmente não publicado ainda em português. Naquele livro, o autor discorre sobre como alcançar as pessoas de mente secularizada. Neste, ele enfoca como aqueles que querem alcançar os secularizados podem viver o cristianismo, de tal maneira que isso faça diferença em suas vidas e nas vidas daqueles a quem pretendem alcançar.

No primeiro capítulo, são abordadas as maneiras pelas quais as pessoas buscam encontrar seu valor: através dos bens, do status, ou dos relacionamentos. Conforme o autor, nenhuma dessas abordagens supre as reais necessidades humanas. O ser humano só pode se sentir completo, aceito, amado e valorizado numa relação com alguém que tenha valor genuíno e inerente, que saiba tudo a nosso respeito, que nos ame apesar de saber tudo a nosso respeito, e que nunca morra. Assim, o único que pode realmente nos mostrar nosso verdadeiro valor é Jesus.

No segundo capítulo, Paulien mostra os fundamentos da justificação pela fé, baseado em Romanos 3:23-25. Ele mostra que necessitamos de uma solução para nossa vida passada tanto quanto para nossa vida presente. Ninguém consegue 100% de acerto em qualquer área da vida. Assim, nossa única saída é a graça de Deus, por meio daquilo que Jesus proveu na cruz, da qual nos apossamos unicamente pela fé.

No terceiro capítulo, o Dr. Jon Paulien aborda as maneiras pelas quais nós mantemos a fé em Jesus. Na primeira parte, ele mostra os sinais perceptíveis em nossa vida de que estamos sendo secularizados ou envolvidos pela religiosidade nebulosa da Nova Era. Em seguida, ele mostra idéias práticas para manter um relacionamento vivo com Jesus através do estudo da Bíblia, oração, estilo de vida, e testemunho pessoal.

No quarto capítulo, o assunto são as impressões. Como ter a guia de Deus para os assuntos dos quais a Bíblia não trata? Talvez esse seja um dos capítulos mais importantes do livro. O autor mostra o equilíbrio que precisamos ter entre uma fé alicerçada na Palavra de Deus e uma fé baseada em nosso relacionamento pessoal com Jesus. As duas coisas caminham lado a lado, uma leva a outra. Sua abordagem do assunto é muito equilibrada.

O quinto capítulo fala sobre a oração intercessória e como ela é importante dentro do contexto do grande conflito. Três coisas importantes são citadas pelo autor: a oração intercessória realmente faz diferença na vida das pessoas; a oração intercessória nos torna sujeitos a um ataque maior do inimigo, pois ele sabe a diferença que isso faz na guerra espiritual; e que, apesar de um maior ataque seu, a oração intercessória cria um ambiente de proteção ao nosso redor, ou seja, se o ataque é maior, a proteção divina, em conseqüência da oração, é muito maior também.

Por fim, no sexto capítulo, Paulien aborda a questão da autenticidade. Normalmente, nós tendemos a esconder quem realmente somos, mesmo diante de Deus. Nesse contexto, a mensagem à igreja de Laodicéia é um chamado pessoal a que tiremos as máscaras diante de Deus para que ele nos transforme integralmente, e também para que não tentemos bancar o “super-herói espiritual” diante das pessoas, como se nunca enfrentássemos lutas e dificuldades na vida.

Excelente livro para o enriquecimento da vida devocional. Altamente recomendado para aqueles que querem renovar seu relacionamento com Cristo.
Related Posts with Thumbnails